Professores e Pesquisadores em Política Educacional no Estado de São Paulo

A geografia da reorganização escolar: uma análise espacial a partir da cidade de São Paulo

Autores:
Eduardo Donizeti Girotto,
Felipe Garcia Passos,
Larissa de Campos,
João Victor Pavesi de Oliveira

Resumo:
Este artigo apresenta os resultados parciais do projeto A Reorganização Escolar em Mapas, desenvolvido no Laboratório de Ensino e Material Didático (LEMADI) do Departamento de Geografia da USP, com objetivo de demonstrar a importância da análise espacial na compreensão das políticas educacionais, representando espacialidades e correlacionando fenômenos, processos que são primordiais para sustentar os argumentos que fundamentam a tomada de decisão e a defesa de uma educação pública de qualidade para todos. Apresentamos a discussão a partir de mapas da cidade de São Paulo a fim de demonstrar os limites dos principais argumentos expostos pela Secretaria de Educação na defesa da proposta, bem como discutir se a revalorização do espaço urbano seria um dos objetivos não-explícitos na reorganização. Em nossas considerações sinalizamos que o argumento do decréscimo demográfico defendido pelo governo não se sustenta, uma vez que tal fenômeno não se converte automaticamente em diminuição de matrículas. Inferimos que a reorganização daria continuidade à municipalização da rede estadual, iniciada em 1995, e tem relação direta com o processo de revalorização do espaço, por haver correlação entre o fechamento de escolas, os lançamentos imobiliários e as grandes obras de infraestrutura de mobilidade..

Publicado em: Educação Temática Digital. v. 19 (2017)

Baixar o artigo em PDF

Deixe uma resposta